ACM Neto denuncia proteção ao filho de Lula

Pressão teria evitado que seu nome constasse da CPI dos Correios; empresa de Fábio Luís Lula da Silva recebeu R$ 5 milhões da Oi

ACM Neto denuncia proteção ao filho de Lula
ACM Neto denuncia proteção ao filho de Lula (Foto: Folhapress_Divulgação)

247 – Reportagem da Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (leia mais aqui) aponta que o relatório final da CPI dos Correios omitiu o filho do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, cuja empresa, a Gamecorp, recebeu investimento de R$ 5 milhões da Oi. Posteriormente, Lula alterou a lei das telecomunicações, permitindo que a Oi comprasse a Brasil Telecom e formasse a supertele nacional.

A denúncia foi feita pelo deputado ACM Neto (DEM-BA), que atualmente concorre à prefeitura de Salvador, e confirmadas pelo relator Osmar Serraglio (PMDB-PR). "Essas informações chegavam para gente, 'ou vocês retiram ou nós vamos criar dificuldades para aprovar'", disse. "Tinham pessoas mais próximas [do Planalto] que acompanhavam, o Carlos Abicalil (PT-MT), o Jorge Bittar (PT-RJ), era a tropa da frente." Segundo ele, se o nome de Lulinha tivesse sido mantido, o relatório não teria sido aprovado. Mencionar Lulinha seria o mesmo que citar o presidente.

 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247