Aécio diz que Dilma deve desculpas ao país

Senador Aécio Neves (PSDB) cobrou nesta segunda (17) um pedido de desculpas da presidente Dilma Rousseff ao país em razão do recente caso de corrupção envolvendo a Petrobras; ele diz que Dilma "surpreende o país ao reagir ao noticiário como se fosse apenas uma espectadora, uma cidadã indignada, como se o seu governo não tivesse nenhuma responsabilidade com o que ocorreu na empresa nos últimos anos", diz

Senador Aécio Neves (PSDB) cobrou nesta segunda (17) um pedido de desculpas da presidente Dilma Rousseff ao país em razão do recente caso de corrupção envolvendo a Petrobras; ele diz que Dilma "surpreende o país ao reagir ao noticiário como se fosse apenas uma espectadora, uma cidadã indignada, como se o seu governo não tivesse nenhuma responsabilidade com o que ocorreu na empresa nos últimos anos", diz
Senador Aécio Neves (PSDB) cobrou nesta segunda (17) um pedido de desculpas da presidente Dilma Rousseff ao país em razão do recente caso de corrupção envolvendo a Petrobras; ele diz que Dilma "surpreende o país ao reagir ao noticiário como se fosse apenas uma espectadora, uma cidadã indignada, como se o seu governo não tivesse nenhuma responsabilidade com o que ocorreu na empresa nos últimos anos", diz (Foto: Valter Lima)

247 - O senador Aécio Neves (PSDB) cobrou nesta segunda-feira (17) um pedido de desculpas da presidente Dilma Rousseff ao país em razão do recente caso de corrupção envolvendo a Petrobras. Ele diz que Dilma "surpreende o país ao reagir ao noticiário como se fosse apenas uma espectadora, uma cidadã indignada, como se o seu governo não tivesse nenhuma responsabilidade com o que ocorreu na empresa nos últimos anos", diz.

Aécio afirma ainda que "a presidente zomba da inteligência dos brasileiros, além de desrespeitar a Polícia Federal, ao tentar convencer o país de que as investigações só ocorrem graças à decisão ou permissão do governo".

Leia a íntegra do texto publicado pelo senador em seu perfil oficial no Facebook.

“Só agora, após as eleições, confrontada com a gravidade dos fatos, a presidente Dilma Rousseff reconhece publicamente a existência de corrupção na Petrobras.

E surpreende o País ao reagir ao noticiário como se fosse apenas uma espectadora, uma cidadã indignada, como se o seu governo não tivesse nenhuma responsabilidade com o que ocorreu na empresa nos últimos anos. Como se não tivesse sido ela a presidente do Conselho de Administração da Petrobras, responsável pela aprovação de inúmeros negócios, hoje sob investigação.

Durante a campanha eleitoral, a candidata Dilma tentou virar as costas para a realidade das denúncias. Agora, é a presidente Dilma que tenta se afastar da mesma realidade ao agir como se a Petrobras não fizesse parte do seu governo.

Agindo assim, a presidente zomba da inteligência dos brasileiros, além de desrespeitar a Polícia Federal, ao tentar convencer o País de que as investigações só ocorrem graças à decisao ou permissão do governo. Esquece, mais uma vez, que a Polícia Federal é uma instituição do Estado brasileiro e não do governo, serve ao País e não aos interesses do governo.

Durante a campanha eleitoral, convidei a candidata Dilma Rousseff a pedir desculpas ao Brasil pelo que acontecia na empresa, o que ela se negou a fazer.

Agora que reconhece, ainda que tardiamente, a existência de corrupção, faço novamente o mesmo convite: Presidente, a senhora não acha que está na hora de pedir desculpas ao País pelo que o seu governo permitiu que ocorresse com a Petrobras?- Aécio Neves”

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247