Aécio ressurge das cinzas para apresentar PEC que adia eleições para prefeitos e vereadores

Protagonista do golpe de estado de 2016, o deputado Aécio Neves irá apresentar amanhã uma proposta que cancela as eleições municipais deste ano, usando como pretexto o coronavírus; com isso, o PSDB mantém a maior prefeitura do País, que é a de São Paulo

Aécio Neves diz que Congresso discute adiar eleições municipais para 2022
Aécio Neves diz que Congresso discute adiar eleições municipais para 2022 (Foto: UESLEI MARCELINO/REUTERS)

247 – Depois de perder as eleições presidenciais de 2014, iniciar um processo golpista que culminou com o golpe de estado de 2016 e se ver envolvido em diversos escândalos de corrupção, o deputado Aécio Neves (PSDB-MG) decidiu ressurgir das cinzas com uma idéia polêmica. É dele a ideia de cancelar as eleições municipais de 2016.

"O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) diz que levará nesta segunda-feira (23) ao Congresso uma PEC (proposta de emenda constitucional) para adiar as eleições municipais de 2020 para 2022. Ele defende que os mandatos atuais sejam prorrogados até lá e que a unificação dos pleitos seja definitiva", informa a coluna Painel.

Com isso, o PSDB mantém sob seu controle a maior prefeitura do País, que é a de São Paulo, por mais dois anos.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247