Afrânio: uma sociedade apática e adormecida não foi capaz de se opor ao massacre

O professor de Direito da UERJ Afrânio Silva Jardim lamenta a aprovação da reforma da Previdência em segundo turno. "Uma sociedade apática e adormecida não foi capaz de se opor ao massacre"

Por Afrânio Silva Jardim, em seu Facebook Uma sociedade apática e adormecida não foi capaz de se opor ao massacre" que lhe é imposto pelo poder econômico 

A Câmara dos Deputados está debatendo agora a chamada reforma da Previdência.

O saudoso governador Brizola permitiu a demoratização do ministério público do Estado do Rio de Janeiro. Hoje, já não existe mais Estado Democrático Direito...

Uma vergonha. Devem aprovar, agora em segundo turno:

Somente após 40 anos de contribuição, o trabalhador brasileiro receberá sua aposentadora “integral” (integral da MÉDIA de todas as suas contribuições).

;Esta reforma não acarretará nenhuma, nenhuma mesmo, melhora para qualquer trabalhador(a) ou funcionário(a) público.
Todos, todos mesmo, estarão perdendo e vão trabalhar mais tempo para receber aposentadoria menor.

Se o povo assiste a tudo isso de forma inerte e indiferente, talvez este povo mereça mesmo todas estas mazelas.

Chega a “doer” pensar que muitos jovens foram torturados e
morreram para que este povo tivesse uma vida digna …

Um povo que abdica de lutar por justiça social é um povo fadado à eterna exploração.

Precisamos de “um novo povo”, pelo qual valha a pena lutar.

Certamente não será nas classes privilegiadas desta nossa sociedade que encontraremos vontade de mudanças substanciais. As classes sociais conservadoras querem conservar seus privilégios …

Vale dizer, enquanto não tivermos um proletariado organizado, consciente e disposto a cessar o processo de exploração a que está submetido, não conseguiremos avançar em prol de uma nova realidade, em prol de uma verdadeira democracia econômica e social.

Só acredito nas necessárias rupturas, no médio prazo, se conseguirmos uma forte e consciente aliança entre estudantes e trabalhadores(as).

Eles pouco têm a perder, mas têm muito a ganhar em um outro modelo de sociedade.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247