Alckmin diz que é cedo para definir candidato do PSDB

Em meio a elogios ao ex-governador José Serra, Geraldo Alckmin se contrapõe mais uma vez ao presidente nacional do partido, Sérgio Guerra, e ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que lançaram o nome do senador Aécio Neves à Presidência. Ele também disse que Serra não demonstrou interesse em assumir a Secretaria de Saúde de São Paulo: "O Serra é um grande nome. Ele ainda não demonstrou nenhum interesse, mas se demonstrar, é um grande nome"

Alckmin diz que é cedo para definir candidato do PSDB
Alckmin diz que é cedo para definir candidato do PSDB
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Entre elogios ao ex-governador José Serra ("grande quadro", "experiente", etc), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que é cedo para que o PSDB defina a candidatura à Presidência da República em 2014. A manifestação vai na contramão do que vêm dizendo o presidente nacional do partido, Sérgio Guerra, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que lançaram o nome do senador Aécio Neves (MG) para o posto.

"Esse é o ano de os pré-candidatos ouvirem a população, percorrerem o Brasil e discutirem os temas do país. Entendo que a definição de candidato não precisa ser agora. É muito cedo. Faltam quase dois anos, né?", disse o governador. A manifestação pode ser vista como um reforço aos planos de Serra de chegar ao Palácio do Planalto, mas a coluna Panorama Político, de O Globo, publicou nota dizendo que Serra já não se considera mais no páreo, e que os serristas estariam pensando no nome do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e no de Alckmin para disputar a Presidência em 2014.

Nesta quarta-feira, Alckmin disse ainda que Serra não demonstrou interesse em uma secretaria do governo estadual, mas também não descartou a hipótese de convidá-lo, caso o ex-governador manifeste o desejo. "O Serra é um grande nome. Ele ainda não demonstrou nenhum interesse, mas se demonstrar, é um grande nome", disse Alckmin.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email