Alckmin vai usar delação de Palocci em propaganda eleitoral

O candidato do PSDB à presidência, Geraldo Alckmin, já vai usar trechos da delação de Antonio Palocci liberada pelo juiz Sergio Moro em sua propaganda eleitoral contra o PT; o sigilo foi levantado pelo juiz a seis dias das eleições, contrariando entendimento do TRF-4 e do MPF; nesta segunda, Guilherme Boulos disse que Moro "é cabo eleitoral e, nas horas vagas, juiz federal"

Alckmin vai usar delação de Palocci em propaganda eleitoral
Alckmin vai usar delação de Palocci em propaganda eleitoral (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O candidato do PSDB à presidência, Geraldo Alckmin, já vai usar contra o PT trechos da delação de Antonio Palocci liberada pelo juiz Sergio Moro nesta segunda-feira 1 em sua propaganda eleitoral, informa a coluna Painel, da Folha de S.Paulo. O sigilo foi levantado pelo juiz a seis dias das eleições, contrariando entendimento do TRF-4 e do MPF.

"O programa do tucano, que vai ao ar na noite desta terça (2), destaca o noticiário produzido após a delação do ex-petista, para desgastar Fernando Haddad (PT) e tentar reaver o eleitorado que migrou para Jair Bolsonaro (PSL)", publicou a coluna.

Nesta segunda, o presidenciável do PSOL, Guilherme Boulos, postou no Twitter:  "Sergio Moro decidiu tornar pública delação de Palocci contra Lula a seis dias das eleições. Em 2016, o juiz divulgou gravações de forma ilegal às vésperas do impeachment. Moro é cabo eleitoral e, nas horas vagas, juiz federal".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247