André Vargas confirma renúncia nesta terça

O deputado federal André Vargas (PT) renunciará ao mandato nesta terça (15), pressionado pelos próprios colegas de partido; ele aparece em diálogos captados pela PF tratando com o doleiro Alberto Youssef de um projeto de interesse do doleiro no Ministério da Saúde; Vargas decidiu renunciar por avaliar que já foi condenado pela Câmara antes mesmo de seu processo ser investigado pelo Conselho de Ética da Casa: "Estou sendo julgado sem direito de defesa"

O deputado federal André Vargas (PT) renunciará ao mandato nesta terça (15), pressionado pelos próprios colegas de partido; ele aparece em diálogos captados pela PF tratando com o doleiro Alberto Youssef de um projeto de interesse do doleiro no Ministério da Saúde; Vargas decidiu renunciar por avaliar que já foi condenado pela Câmara antes mesmo de seu processo ser investigado pelo Conselho de Ética da Casa: "Estou sendo julgado sem direito de defesa"
O deputado federal André Vargas (PT) renunciará ao mandato nesta terça (15), pressionado pelos próprios colegas de partido; ele aparece em diálogos captados pela PF tratando com o doleiro Alberto Youssef de um projeto de interesse do doleiro no Ministério da Saúde; Vargas decidiu renunciar por avaliar que já foi condenado pela Câmara antes mesmo de seu processo ser investigado pelo Conselho de Ética da Casa: "Estou sendo julgado sem direito de defesa" (Foto: Valter Lima)

247 - O deputado federal André Vargas (PT) renunciará ao mandato nesta terça-feira (17), pressionado pelos próprios colegas de partido. "Estou sendo julgado sem direito de defesa", disse ele. Na semana passada, Vargas já havia deixado o cargo de vice-presidente da Câmara.

Vargas aparece em diálogos captados pela PF tratando com o doleiro Alberto Youssef de um projeto de interesse do doleiro no Ministério da Saúde. Além disso, o petista usou um jato cedido pelo doleiro para passar férias com a família no Nordeste. Após o caso se tornar público, André Vargas ficou isolado dentro de seu próprio partido e se licenciou do mandato por um período de 60 dias. Depois, anunciou a renúncia ao cargo de vice-presidente da Câmara.

Vargas decidiu renunciar ao mandato por avaliar que já foi condenado pela Câmara antes mesmo de seu processo ser investigado pelo Conselho de Ética da Casa. "Não tem saída, vão continuar me sangrando até quando?", indagou. Até a tarde desta segunda, no entanto, o deputado ainda não havia renunciado ao cargo de vice-presidente. A Secretaria-Geral da Mesa Diretora não havia recebido o pedido oficial de renúncia e, portanto, a carta não tem validade.

Nesta segunda, o presidente do Conselho de Ética de Decoro Parlamentar, deputado Ricardo Izar (PSD-SP), anunciou que vai acompanhar o relator do processo, deputado Júlio Delgado (PSB-MG), em reunião com a Polícia Federal nesta terça-feira (15), às 11 horas, para pedir acesso às informações do processo que investiga o envolvimento do deputado André Vargas com o doleiro Alberto Youssef.

Abaixo a carta do deputado lida pelo líder do PT na quarta-feira passada:

Renuncio à vice-presidência da Câmara

Em virtude da decisão tomada hoje pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, pela instauração de procedimento de apuração de denúncias apresentadas contra mim, decidi apresentar minha renúncia à vice-presidência desta Casa.

Tomo esta decisão para que possa me concentrar em minha defesa perante o Conselho e para não prejudicar o andamento dos trabalhos da Mesa Diretora, e também de preservar a imagem da Câmara, do meu partido e de meus colegas deputados.

Tenho enfrentado um intenso bombardeio de denúncias e ilações lançadas em veículos de imprensa baseadas apenas em vazamentos ilegais de informações, as quais terei agora a oportunidade de esclarecer, apresentando minha versão - a verdade - a respeito de tudo que vem sendo divulgado.

Enfrentarei tranquilamente este processo na certeza de que provarei, ao final, que não cometi nenhum ato ilícito. Sigo com muito orgulho de minha história política e minha luta, ao lado de tantos companheiros, em defesa do povo paranaense e pela construção de um Brasil melhor.

Brasília, 9 de abril de 2014.
André Vargas

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247