Após licença de senador pego com dinheiro na cueca, Barroso suspende afastamento e Fux retira caso da pauta

Chico Rodrigues (DEM-RR) foi flagrado na semana passada com R$ 33 mil na cueca. Com licença de 121 dias, suplente do parlamentar, que é filho dele, será convocado

Luís Roberto Barroso e Chico Rodrigues
Luís Roberto Barroso e Chico Rodrigues (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Conjur - Diante da licença do cargo concedida ao senador Chico Rodrigues (DEM-RR), o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu os efeitos da decisão de afastamento do parlamentar.

A decisão, desta terça-feira (20), manteve a proibição de contato com outros investigados. Nela, o ministro afirma que não é mais necessário submeter  a matéria ao Plenário — o caso havia sido pautado para referendo na próxima quarta-feira (21). O presidente do STF, ministro Luiz Fux, retirou o caso da pauta de julgamentos.

Chico Rodrigues foi encontrado com dinheiro em vestes íntimas durante operação de busca e apreensão na quarta-feira (14). A Polícia Federal mira desvio de dinheiro destinado à saúde em Roraima para o enfrentamento da epidemia de Covid-19. Cabe ao Senado decidir se mantém ou não o afastamento.

A defesa do senador afirmou, em nota, que o dinheiro encontrado nas vestes íntimas se destinava "ao pagamento dos funcionários de empresa da família do senador". Segundo os advogados Ticiano Figueiredo, Pedro Ivo Velloso e Yasmin Handar, o parlamentar "está sendo linchado por ter guardado seu próprio dinheiro".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247