Após prisão de Joesley, Temer acha que escapa da segunda denúncia

Prisão dos delatores a JBS Joesley Batista e Ricardo Saud deram um alento a Michel Temer, que agora acredita ter um cenário mais favorável para fazer frente a nova denúncia contra ele que deverá ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot; avaliação é que a prisão dos delatores enfraqueceu a legitimidade de uma nova denúncia, desta vez por obstrução da Justiça e organização criminosa, o que deverá facilitar que a Câmara aprove o prosseguimento das investigações contra o peemedebista 

JOesley
JOesley (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A prisão dos delatores a JBS Joesley Batista e Ricardo Saud deram um alento a Michel Temer, que agora acredita ter um cenário mais favorável para fazer frente a nova denúncia contra ele que deverá ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Segundo interlocutores, Temer estaria confiante que a prisão de Joesley e Saud, neste domingo (10), resultará no enfraquecimento da denúncia a ser oferecida pela PGR nos próximos dias, que deverá ser votada pelo plenário da Câmara antes de ser encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A avaliação é que a prisão dos delatores enfraqueceu a legitimidade de uma nova denúncia, desta vez por obstrução da Justiça e organização criminosa.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247