Lira recua e tenta acordo após excluir a oposição da Mesa Diretora

Presidente eleito da Câmara oferece cargo menor ao que o PT teria direito se ele não tivesse dissolvido o bloco de apoio à candidatura de Baleia Rossi. Partido pretende rejeitar proposta

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente eleito da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), tenta costurar um acordo com a oposição, depois que dissolveu o bloco do seu adversário na disputa, Baleia Rossi (MDB-SP), prejudicando a participação do PT na Mesa Diretora da Casa. 

Segundo a Folha de S. Paulo, por meio de aliados, Lira ofereceu dois dos seis cargos na Mesa Diretora aos partidos que formaram o bloco de Baleia. Pela proposta de Lira, que vem sendo costurada na manhã desta terça-feira (2), o PT poderia ficar com o quarto cargo mais importante, a segunda secretaria, ao invés da primeira secretaria, a qual lhe era destinado no bloco de Baleia Rossi, pela proporcionalidade de sua bancada. 

Além disso, o grupo de Lira também ofereceu uma vaga a mais para outro, possivelmente o PSDB. Os demais quatro cargos ficariam, todos, com aliados de Lira — PL, PSL, Republicanos e PSD.

Segundo a Folha, no entanto, a oposição e aliados de Baleia manifestaram intenção de rejeitar a proposta e defende o adiamento da sessão que definirá os demais cargos da Mesa, marcado para às 18h desta terça.

A oposição mantém a promessa de ingressar no Supremo Tribunal Federal contra a decisão de Lira e, se não houver recuo mais substantivo do deputado, promover a chamada obstrução das votações, que é recorrer a mecanismos previstos no regimento que acabam atrasando ou até inviabilizando as sessões.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email