Assessor internacional de Bolsonaro, o olavista Filipe Martins perde funções e poder

A perda de poderes do assessor internacional de Bolsonaro, Filipe Martins, o “Sorocabannon”, um dos maiores defensores da cruzada ideológica no governo e representante máximo do "Olavismo" no Brasil, sinaliza o enfraquecimento da influência do guru no Planalto

Filipe Martins
Filipe Martins (Foto: Reprodução)

247 - O assessor internacional de Bolsonaro, Filipe Martins, perdeu nesta sexta-feira (14), por meio de um decreto publicado no Diário Oficial, algumas de suas principais atribuições. 

Martins chegou a ser uma das principais figuras na cúpula próxima ao ocupante do Planalto. O discurso de Bolsonaro na ONU, por exemplo, foi escrito por ele. 

O jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no Portal Época, informa que o decreto, assinado pelo próprio Bolsonaro, passou da Assessoria Internacional para a Secretaria de Assuntos Estratégicos. 

Na prática,  sobrou a Martins somar-se aos outros colegas do gabinete de Bolsonaro que cuidam dos tuítes da Presidência. 

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247