Bancada estadual do PSDB anuncia apoio a Serra

Aps reunio, na sede do legislativo paulista, que teve a participao do ex-governador, 21 dos 22 integrantes da bancada tucana declararam apoio ao nome de Serra nas prvias promovidas pelo partido

Bancada estadual do PSDB anuncia apoio a Serra
Bancada estadual do PSDB anuncia apoio a Serra (Foto: JOSÉ PATRÍCIO/AGÊNCIA ESTADO)

A bancada do PSDB na Assembleia Legislativa de São Paulo anunciou hoje o apoio à pré-candidatura de José Serra à sucessão da Prefeitura de São Paulo. Após reunião, na sede do legislativo paulista, que teve a participação do ex-governador, 21 dos 22 integrantes da bancada tucana declararam apoio ao nome de Serra na prévia promovida pelo partido, marcada para o próximo dia 25. A exceção foi o presidente estadual do PSDB, Pedro Tobias, que compõe a bancada estadual e preferiu não se pronunciar em decorrência de seu cargo. O líder da bancada tucana, Orlando Morando, justificou o apoio a Serra a sua "história", "experiência" e "trajetória".

"No nosso entendimento, o fato de José Serra colocar seu nome à Prefeitura de São Paulo engrandece, enaltece, ajuda, fortalece e cria uma sinergia que infelizmente não existia no partido", afirmou Morando. "Ele traz um novo ânimo ao que estava estagnado", acrescentou. O deputado estadual voltou a afirmar que a bancada entende que não era necessária a realização das prévias para a escolha do candidato do PSDB. Em fevereiro, antes de Serra anunciar sua pré-candidatura, a bancada do PSDB divulgou nota na qual pedia ao ex-governador que aceitasse disputar a eleição municipal e defendia que o PSDB desistisse da eleição interna.

A nota criou, na época, polêmica na sigla, uma vez que alguns membros da bancada estadual alegaram não terem sido consultados sobre a divulgação do manifesto. "Hoje declaramos apoio de maneira testemunhal, pois já havíamos feito o manifesto antes dele ter definido sua candidatura à Prefeitura de São Paulo."

O líder da bancada do PSDB negou que os deputados estaduais tenham mudado de opinião sobre a realização das prévias, mas argumentou que Serra se mostrou favorável ao processo interno. "A bancada entende que não era necessárias as prévias, mas agora o próprio José Serra aceitou a disputa nas prévias. Então, não há o que discutir com quem estamos apoiando", disse. "Não tenho a menor dúvida de que se ele tivesse colocado seu nome antes, nós não estaríamos nem discutindo as prévias."

Morando disse ainda que os deputados estaduais do PSDB irão mobilizar as suas assessorias para arregimentar o maior número de apoios à pré-candidatura do ex-governador e ressaltou que a ideia é promover, mesmo antes das prévias, um ato de apoio ao seu nome na eleição interna. O deputado foi questionado se acredita que o processo interno pode ser suspenso antes da sua realização. "Nós não queremos desqualificar os outros postulantes, mas tudo é possível", respondeu.

O líder do PSDB disse ainda que a entrada de Serra no pleito veio para impedir uma hegemonia do PT tanto em São Paulo como no Brasil. Ao todo, participaram da reunião 19 dos 22 membros da bancada estadual. Os deputados estaduais Geraldo Vinholi e Marcos Zerbini não compareceram ao encontro porque estavam em viagem, enquanto o deputado Welson Gasparini permanece em licença médica. Morando garantiu que os três parlamentares ausentes declararam apoio à pré-candidatura de Serra.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247