Berzoini encara Moro: houve 'abuso' no caso Vaccari

Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, classificou como "abuso" o mandado de condução coercitiva contra o tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que foi levado a depor ontem na sede da PF em São Paulo; "Quando a pessoa sequer está indiciada não dá para falar em acusações", disse ele, em Belo Horizonte

www.brasil247.com - Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, classificou como "abuso" o mandado de condução coercitiva contra o tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que foi levado a depor ontem na sede da PF em São Paulo; "Quando a pessoa sequer está indiciada não dá para falar em acusações", disse ele, em Belo Horizonte
Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, classificou como "abuso" o mandado de condução coercitiva contra o tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que foi levado a depor ontem na sede da PF em São Paulo; "Quando a pessoa sequer está indiciada não dá para falar em acusações", disse ele, em Belo Horizonte (Foto: Gisele Federicce)


247 – O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, considerou um "abuso" o mandado de condução coercitiva cumprido pela Polícia Federal ontem contra o tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Acusado pela PF de ser operador do PT no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, Vaccari foi levado para prestar depoimentos na sede da PF em São Paulo. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão em sua casa, na nona fase da operação, chamada de 'My way'.

"Quando a pessoa sequer está indiciada não dá para falar em acusações", disse Berzoini nesta sexta-feira 6 em Belo Horizonte (MG), ao chegar para reunião do diretório nacional do PT.

O partido comemora aniversário de 35 anos de fundação na capital mineira, com a participação do ex-presidente Lula a partir das 18h.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email