Bolsonaro cria grupo sigiloso na Abin para mapear investigação contra aliados

Coluna Radar, na Veja, aponta que Bolsonaro montou um núcleo na Agência Brasileira de Inteligência "certo de que é alvo de 'petistas aloprados' na PF e na Receita Federal. O objetivo do grupo é alertá-lo sobre eventuais investigações contra aliados e familiares, como a recente investigação aberta contra Hélio Negão, seu braço direito

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro montou em sigilo um núcleo na Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para alertá-lo sobre eventuais investigações contra aliados e familiares, aponta a Coluna Radar.

A nota diz que Bolsonaro está "certo de que é alvo de 'petistas aloprados' na PF e na Receita Federal". O objetivo do grupo é avisá-lo de iniciativas como a contra o deputado federal Hélio Negão, seu braço direito e motivo de sua briga com a PF.

"Nos últimos dias, além de Hélio Negão, outros auxiliares do presidente teriam sido alvos de devassa ilegítima do Fisco. Chamado de 'ingênuo' nas articulações políticas por Bolsonaro, Sergio Moro não vai se envolver na crise do Planalto com a PF", completa a nota na Veja.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247