Bolsonaro diz que vacinas são 'emergenciais', mas que 'não é contra' vacinação

"Não estou fazendo campanha contra a vacina. Agora, é uma vacina experimental. Então, a obrigatoriedade fica sendo uma irresponsabilidade”, disse Jair Bolsonaro a apoiadores

Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. 12/01/2021
Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. 12/01/2021 (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro voltou a afirmar, nesta sexta-feira (15), que seria uma “irresponsabilidade” determinar a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 porque as vacinas ainda são “experimentais”. Apesar da declaração, ele disse que não faz “campanha contra” a imunização. “Não estou fazendo campanha contra a vacina. Agora, é uma vacina experimental. Então, a obrigatoriedade fica sendo uma irresponsabilidade”, disse Bolsonaro a apoiadores na Porta do Palácio da Alvorada. 

Apesar da declaração do ex-capitão, as vacinas somente serão utilizadas após serem aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que caracteriza que elas não são experimentais. 

Atualmente, A Anvisa analisa duas solicitações, feitas pela Fiocruz e pelo Instituto Butantan, para uso emergencial dos imunizantes no Brasil. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email