Bolsonaro encolhe Moro ainda mais e diz que ele é quem manda na PF

Bolsonaro encolheu ainda mais Sergio Moro e declarou que “quem manda” no governo é ele, referindo-se à troca no comando da Polícia Federal no Rio. “Quem manda sou eu. Deixar bem claro. Eu dou liberdade para os ministros todos, mas quem manda sou eu”, disse

247 - Bolsonaro encolheu ainda mais Sergio Moro e declarou que “quem manda” no governo é ele, referindo-se à troca no comando da Polícia Federal (PF) do Rio. “Quem manda sou eu. Deixar bem claro. Eu dou liberdade para os ministros todos, mas quem manda sou eu”, disse (Leia no Brasil 247)

Declaração vem na esteira da polêmica envolvendo a saída de Ricardo Saadi do comando da PF no Rio. Nesta quinta-feira (15), Bolsonaro disse que a substituição estaria sendo feita por questões ligadas à “gestão e produtividade”. No mesmo dia, a PF emitiu uma nota na qual afirmava que a mudança na superintendência fluminense já estava prevista e não estava ligada ao desempenho de Saadi. Ainda segundo a nota, o superintendente da PF em Pernambuco, Carlos Henrique Oliveira Sousa, teria sido o escolhido para a chefia da corporação no Rio de Janeiro. 

Nesta sexta, porém, Bolsonaro disse que o “combinado” é que o substituto de Saadi viria de Manaus (AM) e se "ele" mudou de ideia", deveria ter sido avisado com antecedência. Ele, contudo, n não deixou se estava se referindo ao superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Silva Saraiva, ou ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a quem a PF é subordinada. 

Indagado por jornalistas sobre quem teria decidido mudar o comando da PF no Rio, Bolsonaro disse que a pergunta teria que ser feita a Moro. “Pergunta para o Moro. Já estava há três, quatro meses para sair o cara de lá. Está há três, quatro meses. O que acontece, quando vão nomear alguém, falam comigo. Ué? Eu tenho poder de veto. Ou vou ser um presidente banana agora? Cada um faz o que entende e tudo bem?”, disparou. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247