Bolsonaro entrega fundo bilionário da educação a indicado de Valdemar Costa Neto, condenado no mensalão

Diretoria de Ações Educacionais do FNDE será comandada por Garigham Amarante Pinto, ligado ao presidente informal do PL, Valdemar Costa Neto, condenado no processo do mensalão. O FNDE possui orçamento de R$ 29,4 bilhões

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em uma nova sinalização ao centrão, Jair Bolsonaro entregou ao bloco partidário o comando da Diretoria de Ações Educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A diretoria agora será comandada por Garigham Amarante Pinto, assessor do PL na Câmara e ligado ao presidente informal da legenda, Valdemar Costa Neto, condenado a sete anos e dez meses de reclusão no processo do mensalão. Oficialmente, a legenda é comanda por José Tadeu Candelária. O FNDE possui orçamento de R$ 29,4 bilhões. 

A nomeação do advogado foi publicada no "Diário Oficial" desta segunda-feira (18). Com o cargo, da categoria DAS-5, Garigham receberá um salário de R$ 13.623,39.

Apesar de sempre ter condenado o que chama de “velha política”, Bolsonaro vem intensificando a cooptação de partidos do centrão  visando assegurar votações de seu interesse e para barrar um eventual processo de impeachment na Câmara. Os partidos Republicanos e Progressistas já foram agraciados  com cargos. 

Na linha do “toma lá, dá cá”, o Progressistas já emplacou um apadrinhado no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), que tem recursos de R$ 1 bilhão em seu orçamento deste exercício e o Republicanos – cujo presidente, o deputado marcos Moreira (SP), é alvo da Lava Jato - foi aquinhoado com a Secretaria de Mobilidade Urbana do Ministério de Desenvolvimento Regional.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247