Bolsonaro: "Eu sou o rei, os ministros são os bispos. E o PGR é a dama"

Jair se referia à rainha, peça mais importante do jogo de xadrez. Desta forma, deixou clara a importância de seu controle sobre a Justiça para a estabilidade de seu mandato e perpetuação do Estado de exceção no Brasil, que hoje tem em sua principal expressão a prisão política do ex-presidente Lula

247 - Em café da manhã com jornalistas na manhã desta terça-feira (03), Jair Bolsonaro (PSL) detalhou a estratégia de seu Governo para a escolha do novo Procurador Geral da República (PGR), cargo que exerce controle sobre as investigações que atingem o Governo federal, bem como outros Poderes e entes da Federação. 

"Eu sou o rei, os ministros são os bispos. E o PGR é a dama", afirmou Bolsonaro, relacionando os cargos às peças de xadrez e confundindo a rainha, peça mais importante do jogo, com a suposta "dama" a que se referiu. Desta forma, deixou clara a importância de seu controle sobre a Justiça para a estabilidade de seu mandato e perpetuação do Estado de exceção no Brasil, que hoje tem em sua principal expressão a prisão política do ex-presidente Lula.

A informação está no Twitter do colunista da Folha de S. Paulo, Bruno Boghossian.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247