Bolsonaro recua de renomeação de Santini e dá "castigo" a Onyx

Jair Bolsonaro anunciou que tornará sem efeito a recontratação de Vicente Santini à Casa Civil. Santini havia sido demitido por usar avião da FAB como jato particular na Europa. Em tweet, sinalizou que Onyx Lorenzoni teria sido responsável pela renomeação e lhe deu um "castigo"

Vicente Santini
Vicente Santini (Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro anunciou que tornará sem efeito a recontratação de Vicente Santini a Casa Civil. De acordo com o ocupante do Planalto, uma nova edição do Diário Oficial da União será rodada com a nova exoneração.

Santini é o ex-número 2 da Casa Civil e havia sido demitido por usar avião da FAB como jato particular para ir a Davos, na Suíça, e depois à Índia. Ele foi recontratado no mesmo dia para o mesmo ministério, com salário menor.

Bolsonaro sinalizou que a ideia de recontratar Santini foi do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O ocupante do Planalto anuncia um “castigo” para o ministro, que perde o PPI, o plano de concessões e privatizações, para o Ministério da Economia. 

Santini recebeu R$ 90,9 mil em diárias no seu primeiro ano no governo. Segundo a coluna de Bela Megale, o valor é referente a viagens feitas por ele acompanhando a comitiva presidencial ou do ministério da Relações Exteriores. Santini fez 15 viagens em 2019, apontaram números do Portal da Transparência. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247