Bolsonaro‌ ‌tem‌ ‌a‌ ‌pior‌ ‌avaliação‌ ‌entre‌ ‌todos‌ ‌os‌ ‌presidentes‌ ‌em‌ ‌primeiro‌ ‌mandato‌ ‌ ‌

Segundo pesquisa do Datafolha feita na segunda (25) e na terça (26), Jair Bolsonaro tem 43% de rejeição, o pior índice de presidentes eleitos desde 1989 a esta altura de um primeiro mandato

www.brasil247.com -
(Foto: Alan Santos - PR)


247 - Segundo pesquisa do Datafolha feita na segunda (25) e na terça (26),  Jair Bolsonaro tem 43% de rejeição,  o pior índice de presidentes eleitos desde 1989 a esta altura de um primeiro mandato. A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo. 

Entre aqueles sofreram impeachment desde então, informa a reportagem, Fernando Collor (então PRN) tinha 41% de rejeição um pouco mais a à frente, com um ano e seis meses na cadeira.

Já Dilma Rousseff (PT) gozava de aprovação estratosférica (65%) e apenas 5% de ruim/péssimo em março de 2012. Acabou reeleita em 2014, e impedida dois anos depois.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Saiba mais: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

247 - Jair Bolsonaro, que nesta quinta-feira colocou-se acima das leis, ao dizer que não cumprirá ordens do STF, registrou sua pior avaliação desde que tomou posse, segundo pesquisa Datafolha, divulgada há instantes. Segundo levantamento já sob o impacto da divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, 43% dos brasileiros consideram o governo ruim ou péssimo, o que representa o recorde negativo da sua gestão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A aprovação de Bolsonaro segue estável, os mesmos 33% nas duas aferições. Já aqueles que acham o governo regular, potenciais eleitores-pêndulo numa disputa polarizada, caíram de 26% para 22%”, aponta reportagem da Folha.

Um fato interessante é que Bolsonaro perde apoio entre os mais ricos. “Se antes eles eram um esteio da aprovação do presidente, agora estão entre os que mais o rejeitam, com 49% de ruim ou péssimo”, aponta a pesquisa. “Entre aqueles 55% que assistiram ao polêmico vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, a rejeição a Bolsonaro sobe a 53%.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email