Brada Marconi: 'Quero ver alguém mais sério que eu'

Governador Marconi Perillo reclama da tibieza dos aliados tucanos em lhe prestar solidariedade e diz ainda que eventual queda poderia prejudicar planos futuros do PSDB

Brada Marconi: 'Quero ver alguém mais sério que eu'
Brada Marconi: 'Quero ver alguém mais sério que eu' (Foto: AGENCIA SENADO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A reclamação feita pelo governador de Goiás, Marconi Perillo, num encontro de tucanos no apartamento do senador Aécio Neves (PSDB/MG), no último dia 15, ecoou o antigo “Não me deixem só”, de Fernando Collor, vinte anos atrás.

Segundo relato feito ao colunista Ilimar Franco, titular da coluna Panorama Político, do Globo, Marconi reclamou a tibieza dos aliados em lhe prestar solidariedade. E disse que, se vier a cair, a perda não será apenas de um governo regional. Prejudicaria outros planos do PSDB nas eleições municipais, em outros estados e até mesmo no plano federal, onde Aécio já se move como presidenciável, com vistas a 2014.

As reclamações mais amargas de Marconi foram dirigidas ao senador Cyro Miranda, que era seu suplente, e herdou o mandato quando Marconi se elegeu governador de Goiás, em 2010.

Um dos focos da CPI será investigar as relações entre a Delta e o governo goiano, bem como a venda da casa de Marconi Perillo, a mesma onde Carlos Cachoeira foi preso, e que foi paga com cheques assinados por um sobrinho do bicheiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247