Caiado quer que Mujica explique “confissão” de Lula

Líder do DEM no Senado disse que irá ingressar com um requerimento na próxima semana convidando o ex-presidente do Uruguai José Mujica para apurar o teor das declarações de Lula a ele em 2010; base para o requerimento foi matéria publicada hoje pelo jornal O Globo, que associou uma frase de Lula ao 'mensalão'; a interpretação foi negada, porém, pelo jornalista Andrés Danza, autor do livro que traz o diálogo

Líder do DEM no Senado disse que irá ingressar com um requerimento na próxima semana convidando o ex-presidente do Uruguai José Mujica para apurar o teor das declarações de Lula a ele em 2010; base para o requerimento foi matéria publicada hoje pelo jornal O Globo, que associou uma frase de Lula ao 'mensalão'; a interpretação foi negada, porém, pelo jornalista Andrés Danza, autor do livro que traz o diálogo
Líder do DEM no Senado disse que irá ingressar com um requerimento na próxima semana convidando o ex-presidente do Uruguai José Mujica para apurar o teor das declarações de Lula a ele em 2010; base para o requerimento foi matéria publicada hoje pelo jornal O Globo, que associou uma frase de Lula ao 'mensalão'; a interpretação foi negada, porém, pelo jornalista Andrés Danza, autor do livro que traz o diálogo (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse que irá ingressar com um requerimento na próxima semana convidando o ex-presidente do Uruguai José Mujica. O objetivo é apurar o teor das declarações que o ex-presidente Lula fez a ele em 2010, de que teria convivido com "chantagens" e "muitas coisas imorais" e que "essa era a única forma de governar o País". A base para o requerimento foi matéria publicada pelo O Globo que associou de forma deliberada o desabafo ao escândalo do 'mensalão'.

"A acusação é muito séria, até porque é a própria esquerda brasileira que trata Mujica como uma espécie de mártir e coloca sua índole acima de qualquer suspeita. Se ele diz que o ex-presidente Lula, não só confirmou ter conhecimento sobre o mensalão, como admitiu que era a sua única forma de governar o país, isso coloca em xeque toda a tese que o inocentou do esquema", disse Caiado.

Segundo o senador, o convite será protocolado na Comissão de Relações Exteriores da Casa e também será estendido ao ex-vice-presidente do país, Danilo Astori, que também teria ouvido o diálogo.

O desabafo de Lula veio à tona com a publicação do livro "Una oveja negra al poder" (Uma ovelha negra no poder), de autoria dos jornalistas uruguaios Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz, e que ainda não foi lançado no Brasil. Danza negou, no entanto, que Lula falava do 'mensalão' quando fez as declarações.

"Não, Lula estava falando sobre as 'coisas imorais' e não sobre o mensalão. O que Lula transmitiu ao Mujica foi que é dificil governar o Brasil sem conviver com chantagens e 'coisas imorais'", escreveu ao portal G1.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247