Caixa aponta Palocci como arquiteto do plano contra Francenildo

Reportagem da Folha de S.Paulo revela que, pela primeira vez, o banco estatal responsabiliza o chefe da Casa Civil

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O caso Francenildo volta a assombrar o ministro Antonio Palocci. Reportagem de hoje, da Folha de S.Paulo, aponta que, pela primeira vez, a Caixa Econômica responsabiliza diretamente o ministro Antônio Palocci pela violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa. Diz o texto, assinado pelo jornalista Rubens Valente: “o domínio do fato pertencia ao ex-ministro da Fazenda, apontado como mentor intelectual e arquiteto do plano, sobre o qual a Caixa não possui qualquer poder de mando; ao contrário, é o ministro que possui poderes sobre a Caixa.”

O banco estatal foi condenado a indenizar o caseiro Francenildo em R$ 500 mil, por ter violado seu sigilo bancário, revelando depósitos de R$ 24 mil, feitos por seu pai biológico em sua conta. A argumentação contra Palocci foi feita recentemente, no recurso apresentado pelo banco. Dias atrás, uma nova revelação sobre o caso, feita aqui, neste Brasil 247, trouxe um novo constrangimento para o ministro Palocci. O jornalista Paulo Nogueira, ex-diretor da revista Época, disse que foi Palocci quem levou o dossiê Francenildo às Organizações Globo (leia mais a respeito).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email