Cardozo cobra Janot por 'vazamento' de delação

Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, transmitiu as reclamações do PT ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre os “vazamentos” da delação premiada de Ricardo Pessoa, dono da UTC, na Operação Lava Jato; o empreiteiro disse aos investigadores  que doou R$ 7,5 milhões para a campanha de Dilma em 2014 e que o dinheiro seria fruto do esquema de corrupção na Petrobras

O procurador-geral da República, Rodrigo Jannot, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante cerimônia de abertura dos trabalhos do Judiciário, no Supremo Tribunal Federal (STF) (Antonio Cruz/Agência Brasil)
O procurador-geral da República, Rodrigo Jannot, e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante cerimônia de abertura dos trabalhos do Judiciário, no Supremo Tribunal Federal (STF) (Antonio Cruz/Agência Brasil) (Foto: Roberta Namour)

247 - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, questionou ontem o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre os “vazamentos” da delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC, na Operação Lava Jato.

Pessoa disse aos investigadores da Operação Lava Jato que doou R$ 7,5 milhões para a campanha de Dilma em 2014 e que o dinheiro seria fruto do esquema de corrupção na Petrobras. As doações a campanhas feitas pela UTC, no entanto, incluem parlamentares da oposição e foram maiores à campanha presidencial do senador Aécio Neves, do PSDB (R$ 8,7 milhões).

Cardozo levou a Janot as reclamações do PT sobre o caso. Ele também se reuniu nesta segunda-feira com o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, mas segundo a assessoria do STF, o ministro foi à Corte tratar do reajuste de servidores do Judiciário.

Leia aqui reportagem de Talita Fernandes sobre o assunto. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247