Celso Amorim sobre eleição de Biden: “não há a menor dúvida que é uma vitória da democracia”

Chanceler durante o governo Lula, embaixador Celso Amorim avalia que a vitória de Joe Biden à presidência dos Estados Unidos “é uma vitória da democracia, por mais imperfeita que ela seja”. Assista na TV 247

Celso Amorim, Donald Trump e Joe Biden
Celso Amorim, Donald Trump e Joe Biden (Foto: ABr | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O embaixador Celso Amorim, ex-ministro das Relações Exteriores durante o governo do ex-presidente Lula, avaliou, em entrevista à TV 247, a derrota de Donald Trump e eleição do democrata Joe Biden à presidência dos Estados Unidos como “uma vitória da democracia”.

“Não há a menor dúvida que é uma vitória da democracia, por mais imperfeita que ela seja”, declarou, fazendo referência ao perfil conservador e até alinhado à direita de Biden. “Agora vamos continuar a defender nossos interesses, mas dentro de um padrão civilizatório”, observou.

Para ele, “a derrota de Trump já é algo muito importante, porque é não só o ídolo de Bolsonaro, mas de vários [líderes políticos]. Ele acaba sendo um modelo para determinado tipo de comportamento que evoca o que há de pior no ser humano”.

A respeito de um debate feito pela esquerda de que não haveria diferença entre Trump e Biden, Celso Amorim voltou a discordar com veemência, como já havia destacado anteriormente. “Não é a mesma coisa. Falam em nuance. Nuance importa muito, pode representar milhares de vidas”, disse.

Amorim acredita que a futura política ambiental de Biden pode ser “uma pressão bem-vinda” para o Brasil, onde o governo Bolsonaro despreza a preservação da Amazônia e outros biomas. E critica o discurso de Bolsonaro contra Biden de que o País tem direito de fazer o que quiser com as reservas ambientais. “Soberania não é poder queimar a Amazônia, falar bem do estupro, isso é distorção”.

O ex-chanceler prevê, no entanto, que o ‘trumpismo’ ou a extrema direita não acabou. “A influência dele vai diminuir, mas a extrema direita vai continuar”.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247