Cid Gomes catapulta risco-Marina: “Será deposta”

Governador do Ceará cruza a linha da sombra institucional em projeção sobre eventual governo Marina Silva; "Eu não dou dois anos de governo para ela. Será deposta", disse Cid Gomes, do Pros; ele disparou vitupérios contra a candidata: "reacionária", "conservadora", "canoa furada"; político, que deixou o PSB no ano passado para apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), se mostrou preocupado com o crescimento da presidenciável nas pesquisas; "Se as pessoas não se tocarem, vão eleger Marina Silva presidente da República. Meu Deus!", disse; debate em alto nível?

Governador do Ceará cruza a linha da sombra institucional em projeção sobre eventual governo Marina Silva; "Eu não dou dois anos de governo para ela. Será deposta", disse Cid Gomes, do Pros; ele disparou vitupérios contra a candidata: "reacionária", "conservadora", "canoa furada"; político, que deixou o PSB no ano passado para apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), se mostrou preocupado com o crescimento da presidenciável nas pesquisas; "Se as pessoas não se tocarem, vão eleger Marina Silva presidente da República. Meu Deus!", disse; debate em alto nível?
Governador do Ceará cruza a linha da sombra institucional em projeção sobre eventual governo Marina Silva; "Eu não dou dois anos de governo para ela. Será deposta", disse Cid Gomes, do Pros; ele disparou vitupérios contra a candidata: "reacionária", "conservadora", "canoa furada"; político, que deixou o PSB no ano passado para apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), se mostrou preocupado com o crescimento da presidenciável nas pesquisas; "Se as pessoas não se tocarem, vão eleger Marina Silva presidente da República. Meu Deus!", disse; debate em alto nível? (Foto: Ana Pupulin)

247 – O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), disparou sua metralhadora contra a candidata do PSB, Marina Silva, partido do qual fazia parte. Ele se disse bastante preocupado com o crescimento da presidenciável nas pesquisas e definiu a ex-senadora, entre outros termos, de "conservadora e reacionária" e "canoa furada". Para Cid Gomes, Marina não fica mais de dois anos no governo, caso seja eleita.

"Se as pessoas não se tocarem, vão eleger Marina Silva presidente da República. Meu Deus! A gente não pode com um gesto de protesto, induzido pela grande mídia, dar o poder para banqueiros e meia dúzia de poderosos", ressaltou o governador, que se desfiliou da legenda no ano passado por não concordar com a candidatura de Eduardo Campos às Presidência. O político apoiava a reeleição de Dilma Rousseff (PT).

Para Cid Gomes, Marina tenta passar imagem de progressista, mas é "religiosamente o que há de mais conservadora e reacionária". As declarações foram feitas durante a inauguração de uma escola em Fortaleza nesta segunda-feira 1º e publicadas em reportagem da Folha de S. Paulo.

"Eu não dou dois anos de governo para Marina. Ela será deposta, pode escrever o que estou dizendo. Me impressiona a proposta de autonomia do Banco Central. Sabe o que significa? Entregar aos bancos o poder de arbitrar os juros. Dizer quanto o capital financeiro quer ganhar", criticou ainda o governador.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247