Cid Gomes, irmão de Ciro, diz que não haverá aliança com PT em 2022

"Para mim, é muito claro que o PT tem hoje um antagonismo muito forte no Brasil e devia seguir o exemplo da Argentina", afirmou o senador Cid Gomes (PDT-CE) ao afastar a possibilidade de a sua legenda fazer uma coligação com o Partido dos Trabalhadores em 2022. O foco dos Gomes é a candidatura de Ciro

Cid Gomes e Ciro Gomes, ambos do PDT-CE
Cid Gomes e Ciro Gomes, ambos do PDT-CE (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Cid Gomes (PDT-CE) afirmou que o seu partido e o PT estarão em diferentes alianças na eleição presidencial de 2022, mesmo após o recente encontro entre o ex-governador Ciro Gomes, irmão do parlamentar, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com Cid, o Partido dos Trabalhadores não devia lançar candidatura a presidente porque "tem hoje um antagonismo muito forte no Brasil".

"Para mim, é muito claro que o PT tem hoje um antagonismo muito forte no Brasil e devia seguir o exemplo da Argentina. É hora de dar um passo para trás para que pelo menos se tenha um governo no campo progressista. Se eles tiverem essa posição de serem os protagonistas, vão sofrer de novo", afirmou o parlamentar ao site Congresso em Foco

O senador fez elogios ao governador do Ceará, Camilo Santana (PT), que intermediou o encontro entre Lula e Ciro. "Sem dúvida é uma pessoa que proximidade com os dois lados, tem um estilo pessoal diferente da média da burocracia petista, tanto é que muitas vezes é estigmatizado pela burocracia petista", complementou.

Neste mês de novembro, Ciro confirmou o encontro. "Não superamos o desentendimento, mas restauramos o diálogo", disse (veja aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email