Ciro sobe no muro e se omite diante do fascismo

Ao contrário de Joaquim Barbosa, que declarou seu voto em Fernando Haddad, Ciro Gomes, que disputou a presidência pelo PDT, decidiu subir no muro. Seu objetivo parece ser o de se colocar como líder da oposição, seja ao governo de Haddad, seja a Jair Bolsonaro

Ciro sobe no muro e se omite diante do fascismo
Ciro sobe no muro e se omite diante do fascismo (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Ao contrário de Joaquim Barbosa, que declarou seu voto em Fernando Haddad, Ciro Gomes, que disputou a presidência pelo PDT, decidiu subir no muro. Seu objetivo parece ser o de se colocar como líder da oposição, seja ao governo de Haddad, seja a Jair Bolsonaro – apontado pela imprensa global como uma ameaça ao Brasil e ao mundo. Neste sábado, no entanto, Haddad ganhou apoios importantes, como os de Joaquim Barbosa, Marcelo Tas e Felipe Neto.

Abaixo, o vídeo de Ciro:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247