Comparação de Serra a Hitler abre crise na campanha Haddad

Três funcionários da campanha do petista na internet pediram demissão em solidariedade ao funcionário demitido por ter publicado o polêmico vídeo com a comparação, mas dois já voltaram atrás

Comparação de Serra a Hitler abre crise na campanha Haddad
Comparação de Serra a Hitler abre crise na campanha Haddad (Foto: Folhapress_Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A campanha de Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo ainda não se recuperou dos efeitos da publicação do vídeo que compara José Serra a Hitler em seu site de campanha. Três funcionários da campanha do petista na internet pediram demissão em solidariedade ao funcionário demitido por ter publicado o vídeo do MC Mamuti -- dois voltaram atrás, informa reportagem do portal IG.

A decisão de demitir o responsável pela área de internet foi do próprio João Santana, coordenador de internet da campanha. O responsável por publicar o vídeo teria quebrado o protocolo que exige a assinatura de pelo menos três pessoas para a veiculação de gravações. A demissão, apoiada publicamente por Haddad, foi considerada exagerada, já que um dirigente petista chamou os tucanos de fascistas depois que integrantes da Juventude do PSDB tentaram tumultuar um evento de Haddad.

A confusão provocada pelo vídeo expôs o incômodo de alguns petistas com a ausência de Santana, que estava em Caracas, na Venezuela, cuidando da campanha do presidente Hugo Chávez à reeleição, quando o caso do vídeo eclodiu. Em conversas reservadas, lideranças do partido não escondem o mal estar. “Qual é a prioridade? São Paulo ou o Chávez? Ele (Santana) tinha que estar presente para controlar sua equipe e evitar que um probleminha se transformasse numa bola de neve”, disse ao IG um dirigente nacional do PT.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email