Cota de Sarney diminui e Gastão deve cair

Reforma ministerial deve reduzir o poder de José Sarney no governo federal; dos dois ministérios, de Minas e Energia e Turismo, ele deve ficar apenas com o primeiro; Gastão Vieira deve ser substituído por Ideli Salvatti

Cota de Sarney diminui e Gastão deve cair
Cota de Sarney diminui e Gastão deve cair (Foto: VAlter Campanato?Agencia Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Aos poucos, começa a se definir o quadro da reforma ministerial que será promovida pela presidente Dilma Rousseff no início do ano. O PMDB de José Sarney, hoje com dois ministérios, deverá ter sua cota reduzida para apenas um. Leia na coluna de Ilimar Franco, do Globo:

Dança das cadeiras

O Planalto começa a desenhar a reforma ministerial que seria mini e, aos poucos, vem crescendo. Há uma definição: reduzir a cota do senador José Sarney (PMDB-AP), que tem dois apadrinhados: Edison Lobão (Minas e Energia) e Gastão Vieira (Turismo), que deverá perder o cargo. Com isso, o Turismo pode passar para a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais), cansada da relação estressante com a Câmara. O PMDB quer dois ministérios para compensar o Turismo e o apoio ao PT na eleição em Minas Gerais. Nomes cotados: senador Eduardo Braga (AM), deputados Gabriel Chalita (SP), Leonardo Quintão (MG) e Marinha Raupp (RO).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email