Datafolha confirma vitória de Lula em primeiro turno com 47% contra 41% dos rivais

O ex-presidente atingiu 47% das intenções de voto no primeiro turno, contra 28% de Bolsonaro (PL). Ciro Gomes (PDT) alcançou 8%

www.brasil247.com - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)


247 - A pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (23), mostrou  o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 19 pontos de vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL). O petista atingiu 47% das intenções de voto no primeiro turno, contra 28% do seu adversário na pesquisa estimulada, o que o levaria a uma vitória no primeiro turno.

Ciro Gomes (PDT) alcançou 8%. André Janones (Avante) teve 2%, e Simone Tebet (MDB), 1%. Pablo Marçal (Pros) e Vera Lucia (PSTU) também registraram 1% cada.

Brancos e nulos somaram 7%, e não souberam responder, 4%.

Foram entrevistados 2.556 eleitores em 181 cidades nos dias 22 e 23 de junho. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. 

A pesquisa, realizada nessa quarta (22) e nesta quinta (23), foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 09088/2022.

Na pesquisa Datafolha divulgada em 26 de março, o ex-presidente alcançou 48% dos votos, seguido por Bolsonaro (PL), com 27%, no primeiro turno. Nos votos válidos, Lula atingiu 54% e Bolsonaro, 30%. O petista seria eleito no primeiro turno. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


Leia também matéria da Reuters sobre o assunto:

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria as eleições em primeiro turno, caso elas fossem realizadas agora, mostrou pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira.

Na pergunta estimulada, em que são oferecidos nomes dos postulantes ao cargo, Lula registra 47% das intenções de voto na corrida pelo Palácio do Planalto, à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL) com 28%.

Em maio, quando foi realizada a última sondagem do instituto, Lula computava 48% da preferência eleitoral, enquanto Bolsonaro marcava 27%. As variações dos dois estão dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O patamar percentual de Lula supera a soma de todas as pontuações dos demais pré-candidatos. Considerando os votos válidos, que excluem os brancos e nulos, Lula aparece com 53%, contra 32% de Bolsonaro, o que garantiria a eleição do petista já no primeiro turno.

Realizada entre quarta-feira e esta quinta-feira, a pesquisa ocorreu após o anúncio do reajuste dos combustíveis na última sexta-feira, depois do desaparecimento e assassinato do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips e em meio à repercussão da prisão do ex-ministro da Educação da gestão de Bolsonaro Milton Ribeiro, por suspeita de corrupção.

SEGUNDO PELOTÃO

Seguindo, a uma boa distância, os primeiros dois colocados, vem o chamado segundo pelotão na disputa do primeiro turno: o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, com 8% --1 ponto percentual acima do registrado em maio--, seguido de André Janones (Avante), com 2%, e Simone Tebet (MDB), com 1%. Os dois últimos haviam pontuado com 2% na última sondagem do instituto.

Os dados sugerem que a chamada terceira via, grupo político que tenta encampar os eleitores resistentes a Bolsonaro ou a Lula, não tem conseguido firmar-se como alternativa viável.

O percentual dos que votarão em branco, nulo ou em nenhum dos nomes oferecidos chega a 7%, mostra a pesquisa, quanto 4% responderam não saber em quem votar.

Quando a pesquisa avalia as preferências dos eleitores em uma pergunta espontânea, na qual não são apresentados os nomes dos pré-candidatos, Lula é citado por 37% dos entrevistados, ao passo em que Bolsonaro por 25%.

Em maio, Lula registrava 38%, enquanto Bolsonaro era lembrado por 22%.

A pesquisa Datafolha entrevistou 2.556 pessoas em 181 cidades do país.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email