Datafolha confirma vitória de Lula em primeiro turno com 47% contra 41% dos rivais

O ex-presidente atingiu 47% das intenções de voto no primeiro turno, contra 28% de Bolsonaro (PL). Ciro Gomes (PDT) alcançou 8%

www.brasil247.com - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)


247 - A pesquisa Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (23), mostrou  o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 19 pontos de vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL). O petista atingiu 47% das intenções de voto no primeiro turno, contra 28% do seu adversário na pesquisa estimulada, o que o levaria a uma vitória no primeiro turno.

Ciro Gomes (PDT) alcançou 8%. André Janones (Avante) teve 2%, e Simone Tebet (MDB), 1%. Pablo Marçal (Pros) e Vera Lucia (PSTU) também registraram 1% cada.

Brancos e nulos somaram 7%, e não souberam responder, 4%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foram entrevistados 2.556 eleitores em 181 cidades nos dias 22 e 23 de junho. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A pesquisa, realizada nessa quarta (22) e nesta quinta (23), foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 09088/2022.

Na pesquisa Datafolha divulgada em 26 de março, o ex-presidente alcançou 48% dos votos, seguido por Bolsonaro (PL), com 27%, no primeiro turno. Nos votos válidos, Lula atingiu 54% e Bolsonaro, 30%. O petista seria eleito no primeiro turno. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:


Leia também matéria da Reuters sobre o assunto:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria as eleições em primeiro turno, caso elas fossem realizadas agora, mostrou pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira.

Na pergunta estimulada, em que são oferecidos nomes dos postulantes ao cargo, Lula registra 47% das intenções de voto na corrida pelo Palácio do Planalto, à frente do presidente Jair Bolsonaro (PL) com 28%.

Em maio, quando foi realizada a última sondagem do instituto, Lula computava 48% da preferência eleitoral, enquanto Bolsonaro marcava 27%. As variações dos dois estão dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O patamar percentual de Lula supera a soma de todas as pontuações dos demais pré-candidatos. Considerando os votos válidos, que excluem os brancos e nulos, Lula aparece com 53%, contra 32% de Bolsonaro, o que garantiria a eleição do petista já no primeiro turno.

Realizada entre quarta-feira e esta quinta-feira, a pesquisa ocorreu após o anúncio do reajuste dos combustíveis na última sexta-feira, depois do desaparecimento e assassinato do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips e em meio à repercussão da prisão do ex-ministro da Educação da gestão de Bolsonaro Milton Ribeiro, por suspeita de corrupção.

SEGUNDO PELOTÃO

Seguindo, a uma boa distância, os primeiros dois colocados, vem o chamado segundo pelotão na disputa do primeiro turno: o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, com 8% --1 ponto percentual acima do registrado em maio--, seguido de André Janones (Avante), com 2%, e Simone Tebet (MDB), com 1%. Os dois últimos haviam pontuado com 2% na última sondagem do instituto.

Os dados sugerem que a chamada terceira via, grupo político que tenta encampar os eleitores resistentes a Bolsonaro ou a Lula, não tem conseguido firmar-se como alternativa viável.

O percentual dos que votarão em branco, nulo ou em nenhum dos nomes oferecidos chega a 7%, mostra a pesquisa, quanto 4% responderam não saber em quem votar.

Quando a pesquisa avalia as preferências dos eleitores em uma pergunta espontânea, na qual não são apresentados os nomes dos pré-candidatos, Lula é citado por 37% dos entrevistados, ao passo em que Bolsonaro por 25%.

Em maio, Lula registrava 38%, enquanto Bolsonaro era lembrado por 22%.

A pesquisa Datafolha entrevistou 2.556 pessoas em 181 cidades do país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email