David Miranda propõe impeachment de Bolsonaro: violou investigação sobre assassinato de Marielle

"O presidente interceptou provas de uma investigação de assassinato. É escandaloso. A ação de Jair configura obstrução de justiça e crime de responsabilidade", diz o deputado David Miranda (PSL-SP), que pretende iniciar já na segunda-feira uma articulação pelo impeachment de Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Deputado federal David Miranda (PSOL-RJ)
Deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)


Por David Miranda, em suas redes sociais – Hoje o presidente Jair Bolsonaro deu declarações gravíssimas à imprensa. Afirmou que interceptou os registros de acesso da portaria do condomínio onde morava, material de absoluto interesse das investigações sobre o assassinato de Marielle Franco. 

Isso mesmo, o presidente interceptou provas de uma investigação de assassinato. É escandaloso. A ação de Jair configura obstrução de justiça e crime de responsabilidade. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Brasil não pode se consolidar como o país dos absurdos, trata-se de um presidente da República violando provas de um assassinato. Essa semana em Brasília conversarei com líderes de todos os partidos e vamos iniciar uma ação contundente contra Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email