HOME > Poder

Delcídio nega delação e diz desconhecer documentos

Confirmando informação antecipada pelo 247 nesta manhã, o senador disse, em nota, que não confirma conteúdo de reportagem que divulgou denúncias de uma suposta delação premiada firmada por ele; "Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto. Esclarecemos que em momento algum, nem antes nem depois da matéria, fomos contatados pela referida jornalista para nos manifestarmos sobre a fidedignidade dos fatos relatados"

Confirmando informação antecipada pelo 247 nesta manhã, o senador disse, em nota, que não confirma conteúdo de reportagem que divulgou denúncias de uma suposta delação premiada firmada por ele; "Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto. Esclarecemos que em momento algum, nem antes nem depois da matéria, fomos contatados pela referida jornalista para nos manifestarmos sobre a fidedignidade dos fatos relatados" (Foto: Gisele Federicce)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O senador Delcídio Amaral (PT-MS) afirmou, em nota divulgada na tarde desta quinta-feira 3, que não confirma o conteúdo da reportagem publicada nesta manhã com denúncias que seriam de um acordo de delação firmado por ele no âmbito da Operação Lava Jato.

No texto, o parlamentar diz não ter sido contatado pela jornalista que assina a matéria e diz desconhecer os documentos publicados. "Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto", aponta.

"Esclarecemos que em momento algum, nem antes nem depois da matéria, fomos contatados pela referida jornalista para nos manifestarmos sobre a fidedignidade dos fatos relatados", acrescenta.

A nota é assinada pelo senador e pelo advogado Antonio Augusto Figueiredo Basto, que cuida de sua defesa. Abaixo, a íntegra:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: