Deputados do PT vão ao CNJ contra Moro

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta, e os deputados Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP) irão protocolar representação contra o juiz Sérgio Moro, por ter liberado a delação de Antonio Palocci a seis dias das eleições presidenciais; "Decisão de Sergio Moro é absurdamente irresponsável por vários motivos: 1. MP não quer a homologação da delação (feita pela PF) 2. relator Gebran afirmou que "não cabe neste momento o exame detido do conteúdo das declarações" 3. Palocci sequer apresentou provas do que declarou", disse Pimenta

Deputados do PT vão ao CNJ contra Moro
Deputados do PT vão ao CNJ contra Moro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta, e os deputados Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP) irão protocolar representação contra o juiz Sérgio Moro, pela decisão do magistrado que quebrou o sigilo de parte da delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci faltando seis dias para as eleições presidenciais. 

"Eu e meus companheiros @wadih_damous e @pauloteixeira13 vamos entrar imediatamente com representação junto ao @CNJ_oficial denunciando a suspeição de Sergio Moro e pedindo providências contra esse funcionário público que está atacando a democracia e o processo eleitoral!", disse o deputado Paulo Pimenta. 

"Decisão de Sergio Moro é absurdamente irresponsável por vários motivos: 1. MP não quer a homologação da delação (feita pela PF) 2. relator Gebran afirmou que "não cabe neste momento o exame detido do conteúdo das declarações" 3. Palocci sequer apresentou provas do que declarou", disse o líder petista.

"É absolutamente inaceitável que Sergio Moro sinta-se desobrigado de respeitar a Constituição, a Lei da Magistratura e os códigos que regulam o Estado de Direito e ataque de forma tão sórdida e vil o processo eleitoral, que é a essência da democracia. Ele não está acima da lei", acrescentou o parlamentar, que defendeu o afastamento imediato do juiz Sérgio Moro. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247