Desaprovação do governo Bolsonaro é de 57%, aponta nova pesquisa

De acordo com pesquisa PoderData, em parceria com o Grupo Bandeirantes, 57% dos brasileiros reprovam o governo de Jair Bolsonaro, aumento de um ponto percentual em relação ao último levantamento. Sobre a avaliação do trabalho de Bolsonaro, 51% classificaram como "ruim" ou "péssimo"

(Foto: REUTERS/Bruno Kelly)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa PoderData, em parceria com o Grupo Bandeirantes, feita de segunda-feira (26) a quarta-feira (28) desta semana, apontou que 57% dos brasileiros reprovam o governo de Jair Bolsonaro (Sem Partido). O índice representa aumento de um ponto percentual na comparação com o último levantamento (56%), feito de 12 a 14 de abril. 

De acordo com os dados atuais, 35% aprovam a gestão, aumento de um ponto percentual em relação à pesquisa anterior (34%).

Os que disseram não saber ou não responderam aos questionamentos somaram 10%, alta de dois pontos percentuais. 

Sobre a avaliação do trabalho de Bolsonaro, 51% classificaram como "ruim" ou "péssimo", queda de quatro pontos percentuais em relação ao último levantamento (55%).

Ao todo, 26% disseram enxergar o trabalho dele como "ótimo" ou "bom", mesmo percentual da última pesquisa. Os que afirmaram achar "regular" somaram 19%, aumento de um ponto percentual. Os que não souberam responder somaram 4%, alta de três pontos percentuais (1%).

Foram entrevistadas 2.500 pessoas em 482 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email