Dilma diz que vai “tomar as medidas cabíveis” sobre Novais

Presidente pretende receber ministro do Turismo no Palcio do Planalto e aceitar pedido de demisso

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A presidente Dilma Rousseff disse hoje que ainda não se encontrou com o ministro do Turismo, Pedro Novais, e que, portanto, não ouviu as explicações dele sobre as últimas denúncias envolvendo seu nome. "Primeiro a gente pede as explicações cabíveis. Eu voltei de São Paulo e hoje nós vamos encaminhar isso, avaliar a situação e tomar as medidas cabíveis de forma muito tranquila", disse a presidente, antes de participar da abertura de seminário sobre gestão de compras governamentais em Brasília. Questionada se o ministro já havia dado as explicações a ela, disse: "Ele não me deu explicação, até porque eu não estava aqui".

Novais deve entregar ainda hoje à presidente Dilma a sua carta de demissão. Hoje pela manhã, lideranças do PMDB decidiram que o partido não mantém mais apoio à permanência de Novais na pasta. Desde que assumiu a pasta, em janeiro, o ministro virou foco constante de denúncias. Na última, publicada hoje pelo jornal "Folha de S.Paulo", o Planalto soube que o ministro usa um servidor da Câmara, Adão dos Santos Pereira, como motorista particular da mulher dele, a aposentada do serviço público Maria Helena de Melo.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247