Dilma: fala de Macron sobre Amazônia é absurda e ajuda Bolsonaro

"Quando Macron fala em intervir na Amazônia, ele cria um grande apoio a Bolsonaro, porque ninguém no Brasil pensa que isso seria uma boa ideia", disse a ex-presidente Dilma Rousseff, que foi deposta pelo golpo de 2016, em Paris. Ela lembrou, no entanto, que Bolsonaro pretende abrir a Amazônia para a "exploração absurda"

Brasília- DF. 04-09-2019- Seminário pela Soberania Nacional e Popular, com a presença de Dilma Roussef, Fernando Haddad e Guilherme Boullos.
Brasília- DF. 04-09-2019- Seminário pela Soberania Nacional e Popular, com a presença de Dilma Roussef, Fernando Haddad e Guilherme Boullos. (Foto: LULA MARQUES)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Saudada em Paris como vítima de um golpe de estado e representante de um saudoso Brasil democrático, a ex-presidente Dilma Rousseff, deposta por uma conspiração política em 2016, criticoou as falas do presidente francês Emmanuel Macron, sobre eventual internacionalização da Amazônia. "É uma proposta absurda", disse ela, em discurso proferido em frente a um auditório lotado no Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas, em Paris, com o tema "A crise sistêmica global e perspectivas democráticas".

"Quando [Emmanuel] Macron fala em intervir na Amazônia, ele cria um grande apoio a Bolsonaro, porque ninguém no Brasil pensa que isso seria uma boa ideia. O Brasil sem a Amazônia, sem os povos indígenas, não é o Brasil, pode ser outra coisa, mas não é o Brasil", afirmou.

Entretanto, Dilma lembrou que "Bolsonaro quer que a Amazônia esteja aberta à exploração absurda" e disse que "quando ele rejeita o dinheiro internacional, ele mostra que não quer protegê-la".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email