Dilma não entrega nenhuma das seis mil creches prometidas

O ministro Aloizio Mercadante admitiu o risco de que a meta no seja cumprida. Segundo ele, o problema no falta de dinheiro, mas a demora das prefeituras para executar as obras

Dilma não entrega nenhuma das seis mil creches prometidas
Dilma não entrega nenhuma das seis mil creches prometidas (Foto: BETO BARATA/AGÊNCIA ESTADOBETO BARATA/AGÊNCIA ESTADO)

247 - A promessa da presidente Dilma Rousseff de construir seis mil creches até 2014 ainda não saiu do papel. Em 13 meses, o governo assinou 1.507 convênios com prefeituras de todo o país, mas nenhuma nova unidade entrou em funcionamento. Em 2011, o ProInfância foi incluído na segunda fase do PAC-2, com previsão de R$ 7,6 bilhões para erguer e equipar as escolas de educação infantil. As informações são do Globo.

O ministro Aloizio Mercadante admitiu nesta terça-feira o risco de que a meta não seja cumprida, se nada for feito. Segundo ele, o problema não é falta de dinheiro, mas demora das prefeituras para executar as obras.

Para dar mais velocidade ao programa, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do ministério, planeja realizar uma ata nacional de preços. A ideia é selecionar construtoras aptas a erguer creches e pré-escolas nas cinco regiões do país, dentro de padrões de qualidade atestados pelo Inmetro. Assim, as prefeituras só precisariam aderir ao pacote. Uma das possibilidades é construir unidades pré-moldadas, o que economizaria tempo.

O ritmo das obras é lento mesmo entre as creches e pré-escolas conveniadas no governo Lula, no período de 2007 a 2010, no programa batizado de ProInfância. De um universo de 2.528 unidades, somente 25% (628) foram entregues e já têm crianças matriculadas. Uma delas foi inaugurada por Dilma e pelo então ministro Fernando Haddad em Angra dos Reis, no mês passado, dias antes de Haddad deixar o cargo para disputar a prefeitura de São Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247