Dilma quer punir militares por críticas ao governo

Novo manifesto contra a Comisso da Verdade, divulgado na tera-feira com 150 assinaturas, considerado uma "afronta" pela presidente, que articula punio aos envolvidos com o ministro da Defesa; texto critica postura de Dilma e no reconhece a autoridade de Celso Amorim

Dilma quer punir militares por críticas ao governo
Dilma quer punir militares por críticas ao governo (Foto: ANTONIO CRUZ/ABR)

247 – O novo texto de militares da reserva com críticas ao governo e à Comissão da Verdade não passou despercebido no Planalto. A presidente Dilma Rousseff determinou aos comandantes das Forças Armadas que os mais de 150 signatários da nota sejam punidos com advertência por ato de insubordinação. Na mensagem divulgada anteontem na internet, os oficiais reafirmaram ataques feitos por clubes militares a Dilma e disseram não reconhecer a autoridade do ministro da Defesa, Celso Amorim.

Amorim, que dedicou boas horas do dia para tratar do caso, deixou na mão de três comandantes a escolha do tipo de punição quer será adotada em cada Força – Exército Aeronáutica e Marinha. Os códigos de cada uma preveem advertências, repreensões, prisão e, no caso mais grave, o desligamento das Forças. Os militares que assinam o texto estão sujeitos às punições mesmo estando fora da ativa. A expectativa de Dilma e Amorim, autoridades máximas das Forças Armadas, é que nesse caso sejam aplicadas advertências.

Em uma primeira nota, eles acusaram a presidente de se afastar do papel de estadista ao não "expressar desacordo" a declarações de ministras e do PT favoráveis à investigação de fatos ocorridos na ditadura. Após intervenção do Planalto e de Amorim, os clubes tiveram de retirar a mensagem da internet. Neste novo texto, eles reafirmam “em uníssono” o que foi publicado anteriormente.

Segundo reportagem publicada no Valor Econômico, Dilma pediu ao ministro da Defesa que lembrasse aos comandantes que eles participaram das negociações para criação da Comissão da Verdade, que visa apurar e punir abusos cometidas durante a ditadura militar dos anos 60 e 70 e é alvo de críticas dos militares nos textos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247