Dilma se solidariza a Cristina e diz que ela e Lula resistirão

"Tratamos de discutir a estratégia de combate ao sistemático lawfare – o uso da lei e da máquina judiciária como arma política contra adversários – a que vários líderes políticos, como ela, eu e o presidente Lula, estão sendo submetidos na América Latina, num esforço de desgaste permanente e intimidação", escreveu a presidente deposta Dilma Rousseff, após visitar Cristina Kirchner, que, assim como Lula, vem sendo alvo de abusos judiciais; "Cristina é uma líder política forte e uma guerreira incansável na defesa dos interesses do povo argentino. Ela está disposta e firme em resistir. Como todos nós"

Dilma e Cristina
Dilma e Cristina (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Dilma Rousseff, em seu facebook

Estive esta tarde com a senadora Cristina Fernandez de Kirchner, em Buenos Aires. Vim trazer minha solidariedade e conversar com a ex-presidenta da Argentina, uma amiga querida de muitos anos. 

Tratamos de discutir a estratégia de combate ao sistemático lawfare – o uso da lei e da máquina judiciária como arma política contra adversários – a que vários líderes políticos, como ela, eu e o presidente Lula, estão sendo submetidos na América Latina, num esforço de desgaste permanente e intimidação.

Cristina é uma líder política forte e uma guerreira incansável na defesa dos interesses do povo argentino. Ela está disposta e firme em resistir. Como todos nós.

Inscreva-se na TV 247 e veja o programa "Leo ao quadrado" sobre o pedido de prisão de Cristina:

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247