Doria tenta organizar evento onde ex-presidentes, como Lula e FHC, seriam vacinados

Governador João Doria estaria se preparando para aumentar o capital político obtido como início da vacinação em São Paulo ao tentar organizar um evento onde ex-presidentes, como Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, seriam imunizados contra a Covid-1

(Foto: Governo do Estado de São Paulo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após conseguir sair na frente na corrida pela vacinação contra a Covid-19, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), já estaria se preparando para aumentar o capital político ao tentar articular um evento com ex-presidentes, como Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, para serem vacinados. Doria já havia convidado a ex-presidente Dilma Rousseff para se vacinar em São Paulo, mas ela informou que poderia ser vacinada em Porto Alegre, onde reside.  A informação é do blog da jornalista Andréia Sadi, no G1.

Segundo aliados do governador, Doria vem afirmando que o início da vacinação feita por ele foi a “pior derrota de Bolsonaro desde que o presidente foi eleito”. Doria também teria dito acreditar que Bolsonaro deverá responsabilizar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, por não conseguir lançar o plano de vacinação federal antes de São Paulo.  

Para evitar que Doria aumente seu capital político em função da vacinação, integrantes do governo federal veem afirmando que ao iniciar a vacinação em São Paulo antes dos demais estados, Doria  agiu “sem pensar no resto do país”.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email