Eduardo Campos quer Dilma olhando a seca de perto

Depois de acompanhar o lançamento do programa Brasil Carinhoso, nesta segunda-feira, em Brasília, o governador de Pernambuco convidou a presidente para olhar de perto os efeitos da seca no Estado

Eduardo Campos quer Dilma olhando a seca de perto
Eduardo Campos quer Dilma olhando a seca de perto (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena _PE247 - O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, convidou a presidente Dilma Rousseff (PT) para ver de perto os efeitos na seca no Sertão pernambucano. A “convocação” foi feita ontem (14), em Brasília, depois do lançamento do programa Brasil Carinhoso, cujo objetivo é tirar milhares de famílias da miséria que possuem até R$ 70 por pessoa, aumentar o acesso à creche de crianças de 0 a 6 anos e dar maior assistência para o tratamento de doenças, como anemia e asma.

Segundo informações de bastidores, a conversa entre Eduardo e Dilma durou cerca de meia hora. Entre os principais assuntos estava o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Lembrando que a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária Estadual anunciou, ontem (14), a criação de um sistema telefônico, pelo qual as pessoas atingidas pela seca podem entrar em contato e expor suas dificuldades. O número é 0800 281 2090 e funcionará de segunda à sexta, das 7h às 19h.

Em abril deste ano, no encontro com os governadores da Região Nordeste, além de várias outras ações, a presidente Dilma anunciou que os agricultores familiares sem benefício algum serão contemplados com uma renda de R$ 80,00 durante cinco meses, através do programa Bolsa Estiagem, e a liberação de R$ 799 milhões para a construção de cisternas e sistemas de abastecimento de água pelo programa Água para Todos.

Os investimentos totais somam R$ 2,7 bilhões para amenizar os efeitos da estiagem. As informações do Ministério da Integração Nacional deram conta de que cerca de 750 municípios do Nordeste sofrem com a seca, dentre os quais 540 já declararam estado de emergência.

Se for realmente confirmada, a vinda da presidente a Pernambuco será a quarta vez que ela viaja ao Estado, desde que foi eleita. Na última oportunidade, a petista acompanhou os andamentos das obras da Transposição do Rio São Francisco e da Ferrovia Transnordestina, ambas com o cronograma atrasado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247