"Encontrei um presidente que me inspira a seguir lutando", diz viúva de Marielle, após encontro com Lula

Mônica Benício, viúva de Marielle Franco, e o escritor cubano Leonardo Padura fizeram uma visita de solidariedade a Lula, nesta quinta-feira (15). "O momento é de resistência coletiva e ninguém está sozinho. Vamos seguir na luta por justiça a Lula e Marielle, até que a gente consiga a resposta de quem mandou matar Marielle e a liberdade de Lula, porque isso é em defesa da nossa democracia", enfatizou

247 - "Encontrei um presidente que me inspirou a seguir lutando. O recado para todos é para que a gente siga com luta, com resistência, com esperança", disse Mônica Benício, viúva de Marielle Franco, ao sair do encontro com o ex-presidente Lula, preso político na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná. Mônica e o escritor cubano Leonardo Padura fizeram uma visita de solidariedade a Lula, nesta quinta-feira (15).

"Encontramos um homem obstinado a provar a sua inocência. Mas também um retrato do que é a injustiça desse país. Ver um homem da grandeza do nosso presidente numa cela como essa", relatou Mônica.

Para ela, três palavras definem a trajetória de Lula e Marielle: luta, resistência e injustiça. "Uma frase que ele disse e que me marcou muito é que 'nunca tivemos tanto motivos para lutar'. O momento é de resistência coletiva e ninguém está sozinho. Vamos seguir na luta por justiça a Lula, a Marielle até que a gente consiga a resposta de quem mandou matar Marielle e a liberdade de Lula, porque isso é em defesa da nossa democracia", enfatizou.

O escritor Padura reforçou que encontrou Lula e viu nele "um homem com força, com desejo de lutar e com convicções muito grandes".

"Um homem que disse que só saíra do cárcere quando provar sua inocência. Um homem que merece toda a admiração e todo o respeito de todas as pessoas boas do mundo", disse.


Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247