Ernesto Araújo diz que Bolsonaro virou governo sem alma, mas depois recua

Ex-ministro das Relações Exteriores se manifestou na rede social, no dia em que fracassaram os atos de apoio ao ocupante do Planalto

Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo
Jair Bolsonaro e Ernesto Araújo (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo se manifestou no Twitter, para primeiro criticar Bolsonaro e, uma hora e meia depois, voltar à rede para dizer que ainda acredita no sonho do (ex?) chefe.

Disse ele: 

Ao eleger o PR Bolsonaro, em 2018, o povo brasileiro ganhou a chance de transformar o Brasil, de uma cleptocracia numa verdadeira democracia. Chegamos a avançar. Mas, a partir de meados de 2020, a reação do sistema, cavalgando a pandemia, começou a desmantelar essa esperança.

Um governo popular, audaz e visionário foi-se transformando numa administração tecnocrática sem alma nem ideal. Penhoraram o coração do povo ao sistema. O projeto de construir uma grande nação minguou no projeto de construir uma base parlamentar.

Assisti a esse processo com angústia e inconformidade, e fiz o que pude, até onde pude, para preservar a visão original. Nisso estive quase sozinho. Vi confiscarem ao Presidente seu sonho, anularem suas convicções, abafarem sua chama. (Não deixei que abafassem a minha.)

Leilões, privatizações, reformas tributária e administrativa? Se não for combatida a essência do sistema, estas serão reformas “Gattopardo”: mudanças para que tudo permaneça igual. Nenhuma “articulação política” vai mudar o Brasil. Somente a pressão popular.

Hoje o povo brasileiro tem a oportunidade de recuperar sua esperança, ao pedir ao PR Bolsonaro simplesmente que ele volte a ser o Presidente eleito em 2018, aquele que prometeu derrotar o sistema, o líder de uma transformação histórica e constitucional, o portador de uma missão.

Muitos desprezam o sonho do PR de mudar o Brasil. Eu, ao contrário, sempre acreditei, sempre estive e estarei com ele no seu amor pela liberdade e sua luta para libertar o povo de um sistema opressor. Com o apoio popular estou certo de que ele terá a força necessária para vencer.

O problema para ele é que as manifestações de apoio a Bolsonaro fracassaram, como mostrou o jornalista Guga Noblat.

"Viúvas da ditadura em ação na Paulista. Dá quase dois times de futebol de salão”, disse ele, com a foto que mostrava meia dúzia de gente na Paulista pedindo para Bolsoanaro “usar a caneta”.

Ato na Paulista neste Dia do Trabalhador (Foto: Twitter de Guga Noblat)
Ato na Paulista neste Dia do Trabalhador (Foto: Twitter de Guga Noblat)(Photo: Ato na Paulista neste Dia do Trabalhador (Foto: Twitter de Guga Noblat))Ato na Paulista neste Dia do Trabalhador (Foto: Twitter de Guga Noblat)

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email