Escuta no carro rastreava homem forte de Agnelo

Claudio Monteiro, que era chefe de gabinete do governador Agnelo Queiroz e se afastou no incio da crise relacionada empreiteira Delta, era espionado at no seu carro oficial; indignado, ele falou ao 247: Fui crucificado e vou s ltimas consequncias para restabelecer minha honra

Escuta no carro rastreava homem forte de Agnelo
Escuta no carro rastreava homem forte de Agnelo (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Não havia limites para a quadrilha de Carlos Cachoeira e seus espiões, liderados pelo sargento Idalberto Martins, o Dadá. Sabe-se, agora, que um dos alvos da turma, o ex-chefe de gabinete de Agnelo Queiroz, Claudio Monteiro, foi monitorado 24 horas por dia, sete dias por semana. Havia até um grampo instalado em seu carro oficial.

De acordo com nota publicada na coluna Radar, o aparelho, do tamanho de um celular, era uma espécie de rastreador, que captava todas as rotas e deslocamentos feitos por Monteiro, que eram transmitidos para cinco pontos na capital federal. “Estou indignado”, disse ele ao 247. “Fui crucificado e vou às últimas consequências para restabelecer minha honra”.

Solução Hargreaves

Claudio Monteiro, que coordenava as obras da Copa de 2014, em Brasília, cidade onde elas estão mais avançadas, sem a presença da Delta, afastou-se do governo seguindo o chamado modelo Hargreaves – numa referência ao ex-chefe da Casa Civil de Itamar Franco, Henrique Hargreaves, que deixou o governo sob federal um escândalo, provou sua inocência e depois retornou.

Monteiro tem a mesma esperança. Ele já interpelou o sargento Idalberto e o executivo Claudio Abreu, ex-diretor da Delta. “Fui grampeado durante 485 dias e não encontraram nada”, diz ele. “Antes falavam que eu tinha um rádio Nextel; depois que tinha um chip, e o que apareceu foi uma conversa entre duas pessoas de fora, que tentaram se infiltrar aqui e não conseguiram”.

A revelação de que ele era seguido até no carro oficial do Governo do Distrito Federal provocou ainda mais indignação. Monteiro ainda não fala em voltar ao GDF. “Vamos esperar um pouco mais para decidir o próximo passo.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email