Estadão de domingo: Palocci cai

Jornal diz que nova denncia agrava situao do ministro e seus principais articulistas preveem demisso nas prximas horas



247 – A edição do Estado de S. Paulo de domingo diz que a nova denúncia contra Antonio Palocci (a de que mora no apartamento de um laranja, leia mais), torna insustentável sua permanência no governo. Segundo o jornal, a presidente Dilma Rousseff teve uma reação de desânimo quando assistiu à entrevista concedida ao Jornal Nacional.

A colunista Dora Kramer, principal articulista política do jornal, diz que Palocci não age como homem público. “Comportou-se como um empresário privado que estivesse sendo instado ilegalmente a romper cláusulas de contratos de seus clientes”, disse ela. Mas isso não salva sua pele. “O que está em jogo não é a lisura de Palocci para com seus contratantes, mas a fidelidade para com quem agora o tem sob contrato: a sociedade por intermédio do governo”. E ela conclui que ele terá que fazer uma escolha: preservar a clientela privada ou ser transparente diante do público.

O jornalista João Bosco Rabello, também colunista político do jornal, diz que sua entrevista representa um ritual de saída. E que teve a função estratégica de isolar a presidente Dilma Rousseff da crise, uma vez que o ministro afirmou que ela não sabia dos detalhes da próspera consultoria do seu principal ministro.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email