Exército recebe doação de 96 blindados dos Estados Unidos

 Forças Armadas brasileiras receberam nesta semana uma doação do exército dos Estados Unidos de 96 blindados usados. Ao todo são 56 obuseiros auto-propulsados M109, versão A5, e 40 blindados "remuniciadores" M992, segundo o Exército; sssa não é a primeira vez que o Brasil recebe equipamentos do exército americano, que periodicamente faz doações a "nações amigas" ao renovar seu arsenal

Exército recebe doação de 96 blindados dos Estados Unidos
Exército recebe doação de 96 blindados dos Estados Unidos
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - As Forças Armadas brasileiras receberam nesta semana uma doação do exército dos Estados Unidos de 96 blindados usados. Ao todo são 56 obuseiros auto-propulsados M109, versão A5, e 40 blindados "remuniciadores" M992, segundo o Exército.

Os obuseiros são um tipo de canhão de artilharia que consegue disparar projéteis balísticos a uma distância superior a 20 km. Eles se movimentam por meio de esteiras e não precisam ser rebocados por outros veículos.

Os blindados usados passarão por um processo de modernização e adequação aos padrões do Exército brasileiro. Eles receberão sistema eletrônico de pontaria e computador de tiro, navegação inercial, GPS, entre outras melhorias. Segundo o Ministério da Defesa, eles "reforçam o poder de fogo e do combate terrestre do Exército".

Essa não é a primeira vez que o Brasil recebe equipamentos do exército americano, que periodicamente faz doações a "nações amigas" ao renovar seu arsenal.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email