Explicações contraditórias complicam Bezerra

Questionado sobre montante de recursos reservado a Pernambuco, Ministrio da Integrao diz que solicitou realocao de recursos da Transposio do Rio So Francisco para uma barragem em Pernambuco, mas depois desmente

Explicações contraditórias complicam Bezerra
Explicações contraditórias complicam Bezerra (Foto: Valter Campanato/AGÊNCIA BRASIL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O Ministério da Integração Nacional se contradisse hoje ao buscar explicar a tentativa de retirar recursos da transposição do rio São Francisco para direcionar dinheiro a uma barragem em Pernambuco, berço político do ministro Fernando Bezerra Coelho. A iniciativa foi revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo na edição de hoje.

Em nota divulgada nesta tarde, a pasta nega que a intenção tenha sido trocar diretamente recursos de uma obra para outra, mas outro comunicado enviado ontem pelo próprio ministério ao Estado afirmava ter acontecido o pedido de remanejamento de recursos do São Francisco para atender à barragem Serro Azul, na Zona da Mata Pernambucana. Bezerra está em situação delicada devido à paralisia das obras da transposição do São Francisco e ao favorecimento de seu Estado na liberação de recursos.

Na nota divulgada na tarde de hoje, o ministério busca negar a informação de que a pasta tentou retirar R$ 50 milhões da transposição para destiná-los à barragem de Serro Azul. "Não é correto afirmar que houve solicitação do Ministério da Integração Nacional para remanejamento direto de recursos do Projeto de Integração do Rio São Francisco - PISF para a Barragem de Serro Azul. O que ocorreu, de fato, foi uma solicitação de ajustes em diversas programações do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC, com redução de valores em várias ações do PAC (incluindo PISF) e acréscimos de valores em outras ações (incluindo Serro Azul)", cita a nota de hoje.

Ontem, porém, o próprio ministério admitiu que o pedido era de uma troca direta entre as duas obras. "Foi necessário envio de solicitação ao Congresso Nacional para alteração da proposta orçamentária visando incluir recursos suficientes para a execução da barragem de Serro Azul para o exercício de 2012. Os recursos propostos para a suplementação adviriam de ações alocadas no âmbito do Projeto de Transposição do Rio São Francisco", diz a outra nota, enviada ontem ao Estado.

A retirada de recursos da transposição do São Francisco foi barrada pelo Congresso Nacional por pressão da bancada do Nordeste. O ministério argumenta que tirar R$ 50 milhões da obra não impactaria o ritmo de execução das obras. O Estado procurou o ministério para explicar a contradição nas notas, mas ainda não obteve retorno.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email