FAB teve que retirar remédios do avião para acomodar Temer e sua comitiva em missão humanitária ao Líbano

O empresário Paulo Skaf e os senadores Nelsinho Trad e Luiz Osvaldo Pastore estão entre os nomes que embarcaram para Beirute com o ex-presidente

Jair Bolsonaro, durante entrega ao Ex-Presidente Michel Temer, das bandeiras do Brasil e do Líbano.
Jair Bolsonaro, durante entrega ao Ex-Presidente Michel Temer, das bandeiras do Brasil e do Líbano. (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no portal Época, relatou que” a Força Aérea Brasileira teve de retirar remédios e insumos básicos de saúde do avião KC-390 que embarcou a missão humanitária para Beirute nesta quarta-feira (12) por causa do excesso de pessoas, entre políticos e assessores de Michel Temer. O Itamaraty relatou num despacho diplomático o problema”.

“Tendo em vista a necessidade de embarcar outros passageiros na aeronave KC-390 (que, recordo, ainda está em fase de homologação e testes), foi necessário dela retirar parte da carga referente à doação de ‘kit’ de medicamentos e insumos básicos estratégicos de saúde para o atendimento emergencial, doados pelo Ministério da Saúde”, informou um diplomata a Brasília, em documento obtido pela coluna.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247