Flávio Dino defende prisão de Daniel Silveira: STF não pode ser coagido, há um evidente ataque contra a democracia

Governador do Maranhão explicou que “imunidade” parlamentar não significa “impunidade” e que “há um evidente ataque de milícias contra a democracia, que deve ser repelido”

Flávio Dino e Alexandre Silveira
Flávio Dino e Alexandre Silveira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- O governador do Maranhão, Flávio Dino, que também é ex-juiz, usou suas redes sociais nesta quarta-feira (17) para comentar a respeito da prisão do deputado federal bolsonarista Daniel Silveira (PSL). 

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, determinou na noirte desta terça-feira (16) a prisão de Daniel depois que o bolsonarista publicou um vídeo com uma série de agressões e xingamentos a ministros do Supremo. 

"Sobre prisão de deputado, importante notar que a imunidade parlamentar não é absoluta, conforme ampla jurisprudência. IMUNIDADE NÃO É IMPUNIDADE. Há um evidente ataque de milícias contra a democracia, que deve ser repelido. O STF não pode ser coagido na sua missão constitucional", disse.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email